Prefeitura anuncia investimentos em modos ativos de mobilidade

0
Foto: Claudio Vieira/PMSJC

A Prefeitura de São José dos Campos anunciou nesta quarta-feira (22), Dia Mundial sem Carro, investimentos de cerca de R$ 4,6 milhões em modos ativos de mobilidade urbana, com o objetivo de garantir mais segurança aos pedestres, ciclistas e acessibilidade para cadeirantes.

A Prefeitura informou que tem investido em mobilidade sustentável com o foco na qualidade de vida das pessoas e no cuidado com o meio ambiente. Entre as obras, está o projeto do bairro ciclável, que será iniciado no Chácaras Reunidas, região sul de São José dos Campos.

Ao todo, serão dois quilômetros de malha cicloviária passando pelas avenidas Dr. Sebastião H. Cunha Pontes e Central, ruas Monte Azul, Loanda, Miracema e Joaçaba e pela praça Cariri. A obra tem valor de R$ 342.035,13 e previsão de término em março de 2022.

O distrito de São Francisco Xavier também terá um percurso adequado e seguro para os ciclistas com uma malha cicloviária de 4,5 quilômetros, que irá ligar o bairro dos Remédios ao Centro do distrito. O projeto está em andamento e tem valor estimado em R$ 2,7 milhões.

No início de 2017, São José contava com 79 quilômetros e ciclovia e atualmente são mais de 150 quilômetros. Com o aumento de quase 100% da malha cicloviária, a Prefeitura tem implantado paraciclos – estacionamentos de bicicletas – em diversos pontos da cidade. Agora, serão implantados mais 23 paraciclos em todas as regiões do município, com valor de R$ 111.854,00.

A Secretaria de Mobilidade Urbana informou que serão implantadas cerca de 1.150 rampas de acessibilidade, com prioridade nos principais corredores da cidade, com investimento previsto de R$ 1.150.000,00.

Anunciou, ainda, que será realizada a execução de passeio público – calçadas – em 13 locais da cidade, totalizando 2.700m² e valor estimado em R$ 408.000,00. A Prefeitura também irá realizar a substituição de prismas por ilhas físicas em 27 locais, cerca de R$ 1.360m² e valor previsto de R$ 230.000,00.

Calçada Segura

Está em fase final a revisão e atualização da Lei da Calçada Segura. Entre as principais mudanças estão a adequação da largura da faixa livre de circulação e do dimensionamento dos passeios em novos loteamentos, a inserção, adequação e padronização para o conceito “espaço árvore” que deve ser adotado na área de serviço do passeio e a não obrigatoriedade do piso de tipo intertravado, possibilitando materiais antiderrapantes.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here