Condomínios do Urbanova renovam convênio da Atividade Complementar

0

Seis associações de moradores do Urbanova renovaram o convênio com a Prefeitura para contratação da Atividade Complementar da GCM (Guarda Civil Municipal) com a expectativa de reduzir as aglomerações de pessoas e as perturbações do sossego nas vias públicas do bairro.

O novo contrato começará a vigorar na próxima quinta-feira (1º de julho) e a novidade é a extensão da validade, que agora será de um ano, com investimento de R$ 68.640.

O valor será disponibilizado para os guardas que realizarem o trabalho em seus horários de folga. Eles atuarão no entorno dos condomínios.

Um decreto foi publicado pela Prefeitura no mês de marco ampliando de R$ 20,00 para R$ 30,00 o valor por hora de serviço doa guardas municipais. Segundo a Secretaria de Proteção ao Cidadão, a medida tem o objetivo de valorizar os profissionais que exercem a Atividade Complementar.

“A presença da GCM ajudou na redução da perturbação do sossego no bairro. Mas, como esta é uma questão que tem a ver com cultura e comportamento, renovamos o contrato para que possamos criar, a médio e longo prazo, a percepção de controle, regra e lei para termos mais tranquilidade”, afirmou o diretor-presidente da Associação Mônaco, Rodrigo Hamam.

Condomínio Empresarial e Industrial Eldorado também contratou a GCM

Também no próximo dia 1º terá início a Atividade Complementar da GCM no Centro Empresarial e Industrial Eldorado, na região sul, que tem 138 empresas associadas e que geram cerca de 8.000 empregos.

A expectativa dos representantes da entidade é de que os guardas contribuam para melhoria da fiscalização e da organização do trânsito e para garantir mais segurança nas vias públicas no interior do condomínio.

O contrato, de R$ 77.760, também terá um ano de validade.

“Nossa expectativa com este contrato é melhorar nossa segurança e nosso trânsito, já que temos muitos associados e pessoas que frequentam nosso condomínio todos os dias. Além disso, iremos estreitar nossos laços com a Prefeitura”, disse o presidente do Centro Empresarial e Industrial Eldorado, Edson Renê Montanari

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here